Cursos de Escrita Online


> Notícias sobre leitura
> Cursos
> Proposta Pedagógica
> Perguntas e Respostas
> Contato


cursos desenvolvidos pela

Dicas de Escrita

Como vencer o bloqueio crativo

O maior desafio do escritor é encarar a página vazia sem conseguir preenchê-la. Acontece com todos. Para esclarecer algumas dúvidas sobre o assunto, entrevistamos Rubem Penz.

Rubem é escritor, publicitário, baterista, compositor e percussionista. Atualmente é colunista do Metro Jornal Porto Alegre e da revista eletrônica especializada em crônica RUBEM. É o idealizador e organizador da Oficina Literária Santa Sede, crônicas de botequim. Com ela, lançou as crônicas de botequim de 2010 a 2015.

Escrita Criativa: O que é bloqueio criativo?

Rubem Penz: É a falsa impressão de que não somos (mais) capazes de compor textos autorais de qualidade. Pode acontecer com quem nunca experimentou o compromisso de escrever, com quem parou de escrever e se considera destreinado, ou até com quem escreve (e bem) mas está com a confiança em xeque.

EC: O que leva o escritor a ter bloqueio criativo?

Rubem: Pode existir mais de um fator. Por exemplo: má experiência com críticas de terceiros (às vezes até justas, mas mal formuladas), excesso de autocrítica, comparações, apagão temporário, enferrujamento.

EC: Existem técnicas para furar o bloqueio criativo? Se sim, pode citar alguma?

Rubem: Sim. A primeira etapa é defrontar o escritor com desafios inusitados, antecipadamente pensados para romper paradigmas e buscar conexões de memória. Depois de comprovada a capacidade de cumprir essas tarefas, restabelecer a confiança e demonstrar que, na riqueza interior de cada pessoa, há um manancial quase inesgotável de vivências prontas para serem exploradas - desde que se saiba extrair de lá a nova história.

EC: Existe isso de "só escrever quando vem a inspiração"?

Rubem: Não, e o gênero crônica está aí para provar: nele, o escritor tem compromissos com o prazo. Jamais devemos nos imaginar passivos quando o tema é criação - ela é, a priori, uma ação de vontade, de iniciativa.

EC: Como evitar clichês?

Rubem: Primeiro, reconhecendo os clichês - no próprio texto e também no texto dos colegas. Depois, contornado tais falsos atalhos para buscar paisagens inusitadas, caminhos criativos, voz própria.

entrevista com Rubem Penz
15/05/2019

 

 

Voltar


 


Acesso rápido: Curso de Escrita | Curso de Criação Literária | Oficina de Crônicas

Cursos de escrita desenvolvidos pelo Prof. Dr. Marcelo Spalding ou convidados - todos os direitos reservados