Cursos de Escrita Online


> Notícias sobre leitura
> Cursos
> Proposta Pedagógica
> Perguntas e Respostas
> Contato


cursos desenvolvidos pela

Dicas de Escrita

Exercícios de concentração para escrever

A escrita é uma atividade intelectual que exige uma série de habilidades, como criatividade, foco, imaginação, observação, memória, síntese, organização, entre muitas outras. Porém, para ativar tudo isso na hora de escrever, o autor precisa se concentrar para iniciar e seguir no processo até o último ponto final.

Estamos acostumados a ouvir entrevistas com cantores famosos falando sobre seus exercícios para aquecer a voz. Mas, quando se trata dos escritores, que geralmente escrevem completamente sozinhos e não costumam dar tantas entrevistas, ficamos sem saber sobre seus exercícios de concentração para escrever.

Será que são relevantes no processo da escrita? Será que existe uma regra sobre o assunto ou cada autor faz do seu jeito? Confira algumas respostas e reflexões neste artigo.

Antes de tudo, precisamos dizer que exercícios de concentração para escrever não são a mesma coisa do que exercícios para escrever, pois os objetivos são diferentes. Por exemplo, para se concentrar, o autor não precisa ser criativo, mas sim, se desligar das distrações e focar no tema que deseja escrever. Lembrando que esse exemplo pode ser o caso de alguns escritores, mas não necessariamente de todos, já que alguns podem gostar de barulho para se concentrar, por mais estranho que possa parecer.


Cíntia Moscovich


Para abordar este tema, trouxemos exemplos de alguns autores conhecidos como Cíntia Moscovich, Stephen King, Ernest Hemingway e Maya Angelou.

Cíntia Moscovich, antes de se sentar e escrever o que se propõe, costuma ouvir música, desenhar ou ler. Segundo ela, os exercícios de concentração para escrever atuam como uma afinação do cérebro e ajudam a desfocar do mundo externo. Além disso, a autora evita contato interpessoal enquanto se concentra e também enquanto escreve.

Quanto a ouvir música, você pode aproveitar as facilidades da tecnologia para aumentar as possibilidades. Uma dica é criar uma playlist para este momento de concentração ou ainda para cada texto ou livro que for criar.

Outro exercício de concentração é reler o texto no qual você está trabalhando antes de começar a escrever. Este vale tanto para se concentrar quanto para escrever melhor, já que ajuda o autor a continuar o texto sem perder o ritmo e sem desviar do tema. Esse exercício é ou foi praticado pela maioria dos grandes escritores, como Stephen King e Ernest Hemingway, entre outros. Hemingway, em seu artigo para a revista Esquire, deu o seguinte conselho: “nunca pense sobre uma história em que você esteja trabalhando antes de voltar a ela no dia seguinte. Desta forma, seu inconsciente vai trabalhar nela o tempo todo”.

O próximo exemplo pode ser encarado como um exercício de concentração ou como uma condição para escrever. Escolher um local neutro, que não seja nem a casa nem o escritório, para se dedicar à escrita é o que a americana Maya Angelou fazia. A poetisa, escritora, ativista de direitos civis, historiadora, atriz, cantora (e muitas outras atuações), falecida em 2014, saía de casa todos os dias às 06h da manhã e ficava em um pequeno quarto de hotel escrevendo até às 14h. Se distanciar das pessoas e dos locais “confortáveis” pode ajudar o autor a se concentrar melhor na sua escrita.

Se a obra na qual estiver trabalhando requer pesquisa prévia, destinar algum tempo antes de começar a escrever para pesquisar e organizar os dados coletados é uma estratégia que vale a pena testar. Dessa forma, o autor consegue se concentrar melhor na escrita durante o tempo que tem para ela. Cuide, porém, para que você não se canse demais durante a pesquisa para não prejudicar a qualidade do seu texto.

Eliminar as distrações antes de escrever e enquanto se escreve pode parecer uma dica básica, mas, hoje, com whatsapp e redes sociais nos chamando a todo minuto, é um desafio daqueles. Stephen King foi claro quando disse: “Não deve haver telefone no seu local de escrita, certamente não deve haver TV ou videogame pra você se distrair. Se tiver uma janela, feche as cortinas”.

Consumir outras artes também é uma forma de se concentrar para escrever e de ter ideias. Ficar observando ou até mesmo criar obras de arte, quadros, esculturas, pinturas, fotografias e outras é uma dica para se concentrar para escrever. Clarice Lispector costumava apreciar obras de arte e isso com certeza a inspirava para escrever daquele jeito tão único.

Escrita Criativa
02/06/2022

 

 

Voltar


 


Acesso rápido: Curso de Escrita | Curso de Criação Literária | Oficina de Crônicas

Cursos de escrita desenvolvidos pelo Prof. Dr. Marcelo Spalding ou convidados - todos os direitos reservados