Cursos de Escrita Online


> Notícias sobre leitura
> Cursos
> Proposta Pedagógica
> Perguntas e Respostas
> Contato


cursos desenvolvidos pela

Dicas de Escrita

O poder da ilustração em um livro

A ilustração em um livro não é uma etapa obrigatória, até porque não faz necessariamente parte do design e do projeto gráfico, mas o fato é que, quando ela existe em uma obra, ela salta aos olhos e faz toda a diferença.

Antes de optar pela ilustração em um livro, é importante saber que conceito você pretende passar com ela, ou melhor ainda, que conceito geral o livro comunica, desde o seu conteúdo escrito até a imagem que ele traz.

Entrevistamos três ilustradores, a Ana Maria Bettini, o Douglas Reinaldo e a Liz Quintana, para mostrar como funciona a ilustração em um livro e qual a importância dela para a obra como um todo. Confira.



Ana Maria Bettini, Douglas Reinaldo e Liz Quintana.


1. Na sua opinião, qual o papel da ilustração em um livro?

Ana Maria Bettini: no livro infantil é essencial pois, para a criança que ainda não é alfabetizada, o universo imagético é o ponto de contato com o universo literário, ela lê as imagens antes das letras. A leitura envolve uma série de processos que a criança ainda não consegue estabelecer como o adulto, seu pensamento abstrato está em formação.
A leitura envolve imaginação, processos semióticos e mentais e mesmo um livro para adolescentes ou adultos poderia ter mais ilustrações que trouxessem o ponto de vista de um outro leitor/ilustrador que já teve uma intimidade maior com o texto.

Douglas Reinaldo: acho que a ilustração de capa é o primeiro impacto, se você não sabe nada sobre o autor ou é a primeira vez que vê aquele livro, a capa vai ser a primeira impressão, o convite pra você pensar sobre aquela imagem e sobre o que aquela história terá a dizer.

Liz Quintana: a ilustração em um livro desempenha um papel muito importante. Ela é capaz de encaminhar outras leituras a partir das imagens, gerando um texto que pode ser complementar ao texto escrito e ao mesmo tempo trazer novidades para este texto. Assim, o ilustrador deve gerar novos elementos que tragam contribuição à leitura ampliando significados.


2. Como a ilustração pode ajudar a comunicar a mensagem do livro e a diferenciá-lo?

Ana Maria Bettini: eu acredito que a ilustração, quando não é apenas para repetir o que está dito no texto e que de uma forma inteligente surpreende o leitor, sempre enriquece. Acredito que um livro ilustrado se diferencia dos demais, porém, o projeto gráfico deve "andar junto" porque de nada adianta as ilustrações e o texto serem bons se o projeto gráfico não se mostrar condizente.

Douglas Reinaldo: acho que a escrita e a ilustração podem sempre andar juntas, são duas formas de arte maleáveis e uma pode complementar a outra. Às vezes uma cor fria ou quente, uma imagem em sépia, os detalhes dos contornos ou a ausência deles ajudam a guiar o leitor no universo novo que está dentro do livro. Acho que muitas vezes, depois de encerrar a leitura, encaramos a capa tentando entender novamente a obra como um todo, eu ao menos sempre fiz isso.

Liz Quintana: penso que, para que a ilustração possa auxiliar em uma melhor comunicação da mensagem do livro, o ilustrador deve extrapolar o texto escrito. Para isso, há de se trazer um texto na imagem que não seja igual ao texto em palavras. Inovar naquilo que revela e, por que não, em técnicas, cor, texturas.

Escrita Criativa
14/10/2020

 

 

Voltar


 


Acesso rápido: Curso de Escrita | Curso de Criação Literária | Oficina de Crônicas

Cursos de escrita desenvolvidos pelo Prof. Dr. Marcelo Spalding ou convidados - todos os direitos reservados