Cursos de Escrita Online


> Notícias sobre leitura
> Cursos
> Proposta Pedagógica
> Perguntas e Respostas
> Contato


cursos desenvolvidos pela

Dicas de Escrita

Produtividade criativa: como manter o botão ligado

Atendendo a pedidos, escrevi este artigo para falar sobre como é possível criar e ser produtivo nesse mundo virado do avesso, cheio de restrições e sentimentos que não ajudam em nada no processo criativo e produtivo.

Como trabalho diariamente procurando ajustar a criatividade à minha rotina, tomei a liberdade e elaborei algumas dicas para que a produtividade criativa faça parte do seu dia a dia, independentemente da sua profissão. Vem comigo!



1. Trabalhe no período do dia em que você rende mais

Eu, por exemplo, sempre falei que, se eu pudesse, trabalharia só das 05h da manhã até às 12h. Por isso, cuidado com o que você deseja, hahaha! Desde que começou essa pandemia, acordo às 05h e trabalho até às 12h porque à tarde e à noite fico com meu filho.

Foi a única forma que encontrei pra continuar trabalhando nessa situação inesperada, o que funcionou perfeitamente pra mim, mas só porque sempre fui matutina e amo as manhãs!

Se você, por outro lado, é mais produtivo à noite, não siga à risca O milagre da manhã e escolha o seu período ideal para trabalhar. Tudo é questão de ajustar a rotina aos seus objetivos e necessidades. Não existe uma única fórmula ou regra, o que existe é o que funciona melhor pra você.

2. Não ignore o que você procrastina

Ninguém gosta de procrastinar ou deixar as coisas para depois. É uma sensação ruim de carregar pendências nas costas, não é? Mas acontece muito mais do que imaginamos com quase todo mundo.

O que percebi nos últimos tempos foi que, por mais organizada que eu seja, sempre fica uma tarefa para o outro dia e isso me irrita demais. Refleti e me dei conta de que isso acontece por um ou mais motivos, não só por uma questão de organização.

Três possíveis motivos para a procrastinação:

1. Você não quer fazer aquele trabalho, ou porque não gosta do processo ou porque você não cobra o preço justo e se sente fazendo um favor. Acontece. Reveja tudo e, se necessário, reajuste seus valores. Para os próximos trabalhos, faça um teste antes de assinar um contrato de tempo indeterminado. Sinta se você faz bem e gosta de fazer aquilo.
2. Você não está mensurando bem o tempo de cada trabalho ou tarefa. Você sabe exatamente quanto tempo você leva para entregar cada trabalho? O tempo ideal nem sempre bate com o tempo real. Falo isso com propriedade porque essa é ainda a parte mais difícil pra mim. O jeito que encontrei foi cronometrar cada tarefa.

3. Você não está se respeitando. Muitas vezes, por querer agradar a todos, você acaba dizendo SIM para o que você gostaria de dizer NÃO. Portanto, respeite as suas limitações de tempo, suas vontades, seus desejos, suas necessidades, inclusive de descanso e de espaço.

Eu, por exemplo, desde o início da pandemia, me cobrei demais. Precisava assistir a todas as lives do universo, precisava ler todos os livros gratuitos, precisava participar de todos os eventos online, precisava fazer parte de todos os grupos de Networking do Estado, precisava fazer todos os cursos imperdíveis. Bati recordes de cansaço e estafa, não conseguia mais absorver nada e nem sentir prazer com o que eu fazia.

Confesso que eu queria mesmo participar de tudo isso, mas vi que eu não poderia. Estou reprogramando a minha cabeça pra aceitar que tenho limites e que preciso aproveitar cada coisa que eu faça e não fazer tudo o que eu posso.

3. Organize suas ideias

Respeito demais as ideias, não só porque sem elas eu não trabalho, mas principalmente porque elas mudam o mundo, começando pelo meu. As ideias trazem novas formas de enxergar as coisas e as pessoas, novos produtos ou serviços, inovações simples e geniais que revolucionam tudo.

Por tudo isso, por saber o poder das ideias, identifiquei o fluxo que elas acontecem pra mim e rastreio cada uma delas diariamente. Não perco nenhuma nunca!

Algumas dicas:

> Tenha um caderno ou bloco de notas só para as ideias que vão surgindo. Não vá anotando em vários lugares pra não perder tempo na hora de procurá-las;

> Se não der pra anotar as ideias, grave vídeos no celular;

> Respeite o seu processo criativo. Se você costuma ter ideias através de imagens e não da escrita, crie o seu painel com fotos no computador, no celular ou na parede mesmo. O importante é você encontrar as suas fontes de ideias e alimentá-las;

> Não exclua nenhuma ideia. Elas podem ser úteis mais pra frente para um novo negócio ou para um novo cliente;

> Não julgue nenhuma ideia. A ideia que você descartou hoje pode ser a solução de tudo daqui a alguns dias.

4. Abasteça sua mente

Se você só trabalhar e não abastecer a sua mente com novidades e conteúdo, você acaba fazendo sempre do mesmo jeito e bebendo sempre da mesma fonte.

É fundamental ter um tempo para consumir o que alimenta a sua criatividade e inovação. Obras de arte, livros, textos, posts, imagens, desenhos, ilustrações, filmes, músicas. Escolha o seu combustível e não deixe de abastecer a sua mente.

Esse assunto rende que é uma maravilha, não é? Por isso, se você tiver alguma ideia ou dica, será muito bem-vinda, só vai agregar!

Cinthia Dalla Valle
16/07/2020

 

 

Voltar


 


Acesso rápido: Curso de Escrita | Curso de Criação Literária | Oficina de Crônicas

Cursos de escrita desenvolvidos pelo Prof. Dr. Marcelo Spalding ou convidados - todos os direitos reservados